Parte 1  >>  Desvalorização da profissão

Em conseqüência da crise enfrentada pelo jornal impresso, o jornalista, além de acumular funções nas redações, também é pressionado diariamente pelo deadline[1] e pela responsabilidade de superar a concorrência. Os salários são baixos e o risco de demissão é constante. A solução encontrada para garantir seu emprego e valorizar sua profissão é especializar-se em determinadas áreas e atualizar-se academicamente:

“Exige-se do candidato a uma vaga nas redações que seja profissional completo e polivalente. Ele tem de dominar todas as técnicas para o exercício da profissão, manejar os instrumentos capazes de ajudá-lo a fazer o melhor trabalho e ter a nítida compreensão do seu papel de jornalista multimídia” (NOBLAT, 2003, p. 36).

"Uma das poucas certezas com que os novos profissionais de mídia podem contar no futuro é que estarão constantemente lidando com o impacto das mudanças tecnológicas e com a intensificação da demanda por maior envolvimento intelectual e habilitação acadêmica" (DIZARD JR, 2000, p. 21).

Notas:

[1] Prazo de encerramento de produção e edição em uma publicação jornalística.

>> retornar ao texto

  


webjornalismo.gelsonamaro.com // Jornalismo On-line: Guia Teórico e Prático

Conteúdo registrado na Biblioteca Nacional e protegido pelos Direitos Autorais

Incluir nos favoritos

Voltar para a página inicial

Entrar em contato