Parte 1  >>  Padronização visual

Além da grande concorrência provocada pelas novas mídias, os jornais impressos também disputam espaço com as novas publicações, que surgem constantemente devido aos custos reduzidos na produção impressa. Isto obrigou as editorias a entrar numa batalha diária pela preferência do leitor.

Neste contexto, a padronização visual se tornou um fator decisivo para diferenciar uma publicação, criando assim sua identidade. O jornalista Amarildo Carnicel (CARNICEL, 10/07/04) afirma que o design gráfico de qualquer veículo impresso alcançará seu objetivo caso o leitor, ao visualizá-lo, souber de imediato à que publicação se refere.

Conforme Rafael Souza Silva (SILVA, 1985), ao olharmos uma publicação impressa, facilmente identificamos seu estilo, por meio de sua tipologia específica, pela divisão das colunas, distribuição das notícias e seu inconfundível logotipo. Para ele, é na primeira página que estão os maiores recursos persuasivos para a posterior leitura de todo o jornal.

A padronização do jornal deve transparecer a seriedade com que ele é produzido, planejando cada detalhe para dar ao consumidor um produto confiável. A qualidade do design gráfico fará com que o leitor fique satisfeito sem necessariamente ler todo o jornal, acreditando que cada centavo gasto foi devidamente correspondido.

A credibilidade de um jornal está profundamente ligada a sua apresentação estética e visual. Assim, a desordem e má aparência podem ser associadas ao conteúdo, fazendo com que o leitor entenda um desleixo como uma falta de respeito e desconsidere qualquer informação.

O intenso processo de atualização vivenciado pela mídia impressa acarreta em mudanças freqüentes no design das publicações. Em muitos casos, uma mudança brusca pode resultar na perda de identidade do jornal aos olhos do leitor.

Para evitar reações negativas, as alterações devem ser graduais e devidamente justificadas, a fim de dar ao leitor a impressão de que ele também faz parte do processo jornalístico e a redação se preocupa em manter-lhe informado. Isto influenciará consideravelmente na lealdade que o leitor alimentará pela publicação.

De acordo com CARNICEL (10/07/04), para que a utilização dos recursos gráficos ocorra de forma padronizada, deve ser elaborado um manual de identidade visual. Para ele, este cuidado evita inúmeros desencontros de interpretação. Porém, o autor concorda que em certas ocasiões é necessário quebrar o rigor do manual e partir para uma abordagem criativa.

Para amenizar a rigidez deste manual, poderia ser criado um capítulo exclusivo sobre exceções, indicando determinadas ocasiões em que as regras poderiam ser quebradas. Seria sensato que as atualizações destes manuais fossem constantes, procurando não estagnar o design e conseqüentemente as vendas.

Podemos concluir que a padronização visual está intimamente ligada ao sucesso de uma publicação impressa, que busca - acima de tudo – se destacar dos concorrentes e terminar o mês com uma margem de lucro satisfatória.

  


webjornalismo.gelsonamaro.com // Jornalismo On-line: Guia Teórico e Prático

Conteúdo registrado na Biblioteca Nacional e protegido pelos Direitos Autorais

Incluir nos favoritos

Voltar para a página inicial

Entrar em contato