Parte 1  >>  Visão geral da diagramação

Diagramar é o ato de organizar as páginas de uma publicação, distribuindo corretamente os textos, imagens e anúncios publicitários para alcançar a beleza estética e atrair o leitor.

Inicialmente, deve-se considerar a hierarquia espacial do jornal: a primeira metade da página é mais importante, o lado esquerdo mais que o direito e o lado superior-esquerdo mais que o centro:

Zona ótica

 

  • Zona óptica primária: estende-se da extremidade superior-esquerda à extremidade inferior-direita, percorrendo os pontos 1 e 2.

  • Os pontos 3 e 4 são denominados zonas mortas.

  • Os pontos 5 e 6 correspondem ao centro geométrico e centro óptico respectivamente.

Fonte: adaptado de SILVA, Rafael Souza. Diagramação: O Planejamento Visual Gráfico na Comunicação Impressa, 3ª edição, Summus Editorial, 1985.

Em seguida, deve-se optar por um dos dois estilos básicos do planejamento gráfico: simétrico ou assimétrico, que são responsáveis pela harmonia da publicação, tanto em suas formas quando em sua unidade, ritmo e equilíbrio. De acordo com Rafael Souza Silva (1985), no estilo assimétrico, o diagramador - por não enfrentar as limitações da simetria - pode usufruir total liberdade de criação, dando às páginas mais leveza e realce estético.

A venda do espaço físico para anúncios publicitários pode acarretar na utilização dos espaços mais importantes da página, ficando na responsabilidade do diagramador fazer um bom aproveitamento das áreas restantes. Neste sentido, a pré-diagramação pode facilitar a organização do jornal, posicionando todos os anúncios que serão publicados antes que os textos sejam inseridos, devendo o fechamento comercial ocorrer no dia anterior à edição ou na manhã da mesma.

  


webjornalismo.gelsonamaro.com // Jornalismo On-line: Guia Teórico e Prático

Conteúdo registrado na Biblioteca Nacional e protegido pelos Direitos Autorais

Incluir nos favoritos

Voltar para a página inicial

Entrar em contato